segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Entreviasta de Brad Pitt para o Fantástico

Fonte: Fantástico

Brad Pitt está preocupado. Antes de a entrevista começar, ele é que pergunta: o beisebol é popular no Brasil? O Fantástico explica que o Brasil tem beisebol, mas que não é super praticado. E que, na América do Sul, esse esporte só domina mesmo é na Venezuela.

A preocupação tem motivo: beisebol é o tema do filme novo de Brad Pitt, "O homem que mudou o jogo". Conta a história de um timeco da Califórnia que acaba se transformando em um grande campeão. Tudo graças ao gerente da equipe, interpretado por Brad, que decide mudar o método para contratar os jogadores. Ele passa a usar matemática na hora de escolher quem ele vai comprar. No começo ninguém bota fé, mas acaba dando muito certo, como o ator explicou em Cancun, no México.

"Não vou fingir que sou um super especialista em beisebol, não sou. Mas o filme é baseado em um livro, e foi pelo livro que me apaixonei. A história de dois caras que se mantiveram fiéis a suas convicções, e enfrentaram uma instituição", conta o ator.

Instituição, aliás, é uma palavra que descreve bem o próprio Brad Pitt. Ele tem 25 anos de carreira, 48 de idade, é casado com a super estrela Angelina Jolie, tem seis filhos e faz viagens constantes pelo mundo, a maioria em trabalhos beneficentes. Será que algum dia vai chegar a vez do Brasil?

O galã politicamente consciente diz: "No momento, nenhum plano. Mas o Brasil está no topo da lista. E também para passear. O Brasil é um dos poucos lugares do mundo aonde ainda não levamos nossa família. A gente espera ir para lá muito em breve".

Além do envolvimento com causas humanitárias, Brad Pitt é muito interessado em arquitetura, e conhece a obra de Oscar Niemeyer. “Sei um pouco, um pouco. Ele é um dos grandes. Ouvi falar de... Brasílica?”, arrisca. "Brasília", corrigimos.

Já que o assunto é Brasil, será que Brad sabe que, em 2009, rolou um boato forte que ele estava no nosso país, procurando locações para um filme? Ele lembra: "A gente estava mesmo discutindo um filme, uma possível produção na Amazônia. Mas nunca fui. Ainda não."

Na época, esse boato de Brad no Brasil ganhou força pela internet; e, por coincidência, o filme tem uma cena que fala sobre o poder da rede. Quando a filha do personagem de Brad fica chateada ao ler críticas ao pai na internet.

E na vida real, como é? Brad tem um filho de 10 anos, Maddox. Será que o menino já está on-line? “Meus filhos navegam, sim", ele conta. "Mas certos assuntos estão bloqueados no computador".

O ator dá uma despistada e diz frases confusas. "A gente procura não prestar atenção nisso. Não chegamos nem perto. Tem muita opinião na internet. Atrapalha as tomadas de decisão. Impurifica o processo".

Como não deu para entender nada, vamos a uma pergunta mais direta: "Vamos supor que o seu filho mais velho, Maddox, entre na internet e queira fazer uma busca por 'Brad Pitt'. você deixaria?”

"Isso não vai rolar", ele explica. “Está bloqueado!" O ator diz que está velho para internet e redes sociais: “Eu sou da última geração que veio antes disso tudo".

Se no tema internet Brad Pitt é conservador, quando se fala em educação, ele foge dos padrões. Nós perguntamos sobre as viagens constantes da família. Como a meninada faz para estudar?

"A gente fazia parte de um programa em que, em qualquer parte do mundo, eles tinham acesso a professores dos Estados Unidos. Então dava para acompanhar como uma escola normal. Mas agora mudou. Eles são educados dentro de casa mesmo, em um esquema voltado para as necessidades individuais de cada um”.

Não matricular os filhos na escola é um assunto polêmico. Muitos especialistas são contra, mas Brad acha que está tudo certo: "Tenho muito orgulho da minha família nômade. E me orgulho das diferentes culturas, dos diferentes países que influenciam meus filhos. Eu me sinto um cara de sorte por eles poderem fazer isso".

Legal, Brad. E seus fãs, principalmente suas fãs, também se sentem pessoas de sorte, por verem seu galã preferido mais uma vez no cinema, em um filme que estreia no Brasil no começo de fevereiro.

Veja o VÍDEO da entrevista clicando no link http://tinyurl.com/79j2zfz

1 comentários:

Maya disse...

I love your blog! :)
Xoxo,
http://mayasfashioncorner.blogspot.com/

Postar um comentário

Fique à vontade para fazer comentários, críticas e sugestões, mas por favor sem ofenças a ninguem.
Obrigado por visitar o Blog Angel Jolie!